A diminuiçào da precipitaçào em épocas do año como indício de mudança climática: casos estudiados em Portugal continental

Autores/as

  • Maria Manuela Portela Instituto Superior Técnico
  • Antonio de Carvalho Quintela Instituto Superior Técnico

DOI:

https://doi.org/10.4995/ia.2001.2861

Palabras clave:

Mudança climática, Diminuição da precipitação, Persistência, Média móvel, Quebrade homogeneidade

Resumen

Como manifestação da mudança climática que se julga estar a ocorrer no território português, têm sido referidas a maior irregularidade da distribuição da precipitação ao longo do ano e a sua apreciable diminuição em algumas épocas do mesmo. Para constituir indício de mudança climática, tal diminuição deverá corresponder a uma tendência que se tenha vindo a acentuar ao longo dos anos. Com o objectivo de detectar variações com carácter tendencial em séries temporais da precipitação registadas no território nacional, aplicaram-se a tais séries dois métodos: o método clássico de médias móveis e um método, expressamente desenvolvido no âmbito do estudo que deu origem a este artigo, que utiliza a comparação, em termos estatísticos, das médias da precipitação em determinados intervalos de tempo em que se dividiram os períodos de registos. As aplicações efectuadas a séries de precipitação em onze postos do território nacional evidenciam que as precipitações no 2º Trimestre do ano hidrológico (de Janeiro a Março) e, de modo mais acentuado, no mês de Março, exibem uma tendência nítida de redução.

Descargas

Los datos de descargas todavía no están disponibles.

Biografía del autor/a

Maria Manuela Portela, Instituto Superior Técnico

Professora Auxiliar, IST, DECivil, Secção de Hidráulica

Antonio de Carvalho Quintela, Instituto Superior Técnico

Professor Catedrático, IST, DECivil, Secção de Hidráulica

Citas

Alves, M. C., 1998, “Os recursos hídricos e a possibilidade de mudança climática”, 4º Congresso da Água, Lisboa.

Corte-Real, J., Qian, B. e Xu, H., 1998, “Regional climate change in Portugal. Precipitation variability associate with large-scale atmospheric circulation”, International Journal of Climatology, 18, p. 619-635. https://doi.org/10.1002/(SICI)1097-0088(199805)18:6<619::AID-JOC271>3.0.CO;2-T

Corte-Real, J., Xu, H. e Qian, B., 1999, “A waether generator for obtaining daily precipitation scenarious based on circulation patterns2, Climate Research, Vol. 13, p. 61-75. https://doi.org/10.3354/cr013061

Henriques, A. G., 1990, Modelos de distribuição de frequências de caudais de cheia, Dissertação de Doutoramento, IST, Lisboa.

Houghton, J., 1997, Global warming. Cambrodge University Press, 2nd Edition, United Kingdom.

Mendes, J. C. e Coelho, M. F. E. S., 1993, Variabilidade climática em Portugal Continental. Quantidade de precipitação. Índice regional de anomalia; tendência; variabilidade por decénios e trinténios, INMG, Monografia de Meteorologia e Geofísica nº 43, Lisboa.

Murteira, B. J. F., 1980, Probabilidade e estatística. Volume II, McGraw-Hill de Portugal.

Papoulis, A., 1985, Probability, random variables, and stochastic processes, McGraw-Hill, International Student Edition, Singapore.

Siegel, S., 1975, Estatística não-paramétrica para as Ciências do Comportamento, McGraw-Hill, Brasil.

Yevjevich, V., 1972, Probability and statistics in Hydrology, Water Resources Publications, Fort Collins, Colorado, USA, 1972.

Descargas

Publicado

2001-03-31

Cómo citar

Portela, M. M., & Carvalho Quintela, A. de. (2001). A diminuiçào da precipitaçào em épocas do año como indício de mudança climática: casos estudiados em Portugal continental. Ingeniería Del Agua, 8(1), 79–92. https://doi.org/10.4995/ia.2001.2861

Número

Sección

Artículos